quinta-feira, 5 de setembro de 2013

P a l a v r a s


As palavras que te escrevo:
têm algo de singular:
falam quando eu as leio...
são escritas sem falar...
 
São as palavras que penso:
às vezes digo sem pensar e,
mesmo sem as pronunciar...
namoram a batalhar...
 
Foram escritas no vento:
despidas a soletrar...
onde o silêncio é palavra...
onde a palavra é bebida...

Palavras roubadas ao tempo:
são as minhas palavras!
São as tuas palavras!.
De tanto pensar em ti...
de tanto esperar por ti.... 
Maria João FS
02-09-2013
  Como visto:  https://www.facebook.com/groups/clubedosproetasvivos/

2 comentários:

  1. Lindo! Agradeço à Maria João por manter o nosso blog vivo com palavras sempre tão bonitas :) Ana Catarina

    ResponderEliminar